Growth Hacking: O que é, Como Aplicar na sua Empresa e Como se Tornar um

Growth hacking é o conjunto de técnicas que visam um aumento exponencial nos resultados de marketing.

Empresas e startups de todos os tamanhos tem buscado o Growth Hacking a fim de obter um crescimento acelerado.

Mas, esse tipo de estratégia funciona para o seu negócio?

Você deve contratar um growth hacker?

Quando é o momento ideal para isso?

Vamos responder a essas perguntas nesse conteúdo.

Recebe conteúdos sobre Growth Hacking 2x por semana:

Assine gratuitamente a nossa newsletter e descubra o que Uber, Facebook, Airbnb e outras startups fizeram para crescer de forma exponencial.

O que é Growth Hacking

Growth hacking é o conjunto de técnicas que visam um aumento exponencial nos resultados de marketing.

Como o próprio nome diz, é a intenção de “hackear” o crescimento. Ou seja, encontrar maneiras pouco convencionais de crescer de negócio.

Nesse sentido, o growth hacking mescla diversas habilidades diferentes em Marketing, Produto, Vendas e Tecnologia.

E a partir desse conjunto de habilidades que se cruzam, surge o Growth Hacker.

Quando aplicar Growth Hacking na sua empresa

O Growth Hacking é ideal para empresas que desejam alcançar um crescimento exponencial em seus modelos de negócio.

Para isso, é preciso que o próprio modelo de negócios se mostre capaz de ser exponencial.

Por exemplo, uma padaria não se beneficiaria tanto das técnicas de growth hacking devido ao modelo de negócios não ser exponencial.

Porém, uma startup que possui uma plataforma marketplace tem implícito em seu modelo de negócios o crescimento exponencial.

Logo, você deve aplicar o Growth Hacking se você tem um modelo de negócios exponencial.

O que é o Growth Hacker

O Growth Hacker é o profissional capaz de navegar na interseção entre marketing, tecnologia e vendas.

Ele possui habilidades generalistas em cada uma dessas áreas, podendo se aprofundar em alguma delas. A isso damos o nome de profissional em T.

Como se tornar um Growth Hacker?

Para se tornar um growth hacker é preciso que você obtenha conhecimentos e habilidades em marketing, vendas e tecnologia.

O profissional ideal é aquele que já possui experiência em marketing ou programação, podendo expandir seus conhecimentos em uma área ou outra.

Por exemplo, se você é um desenvolvedor de software, pode adquirir habilidades de marketing, a fim de aplicar essas habilidades combinadas em soluções de tecnologia para os negócios.

Ou, se você é um profissional de marketing que aprende a programar, pode fazer o mesmo.

O que faz um Growth Hacker?

Um Growth Hacker vai ser o profissional que fica na interseção entre os times de marketing, tecnologia e vendas.

Ele deverá atuar planejando e criando soluções de escala para os negócios.

Por exemplo, criar uma campanha de aquisição viral de usuários, no estilo member-get-member.

O Growth Hacker deve ser capaz de planejar a estratégia de marketing, criar landing pages e configurar as páginas para este tipo de campanha.

Ou seja, ele planeja, executa e monitora qualquer ação de marketing que vise o crescimento exponencial.

O profissional que atua em growth hacking também é uma espécie de experimentador.

Ele irá trabalhar com hipóteses e experimentos na maior parte do tempo.

Logo, exige-se um bom nível de resiliência diante dos inevitáveis erros e hipóteses que não se comprovam ao longo do caminho.

Algumas atribuições e métricas do profissional de growth hacking são:

  • Aquisição de usuários;
  • Aumento das vendas de forma escalável;
  • Crescimento das visitas no site;
  • Número de downloads;
  • Criação de campanhas virais;
  • E desenvolvimento de jornadas de compra automatizadas e escaláveis.

Como contratar um Growth Hacker

Se você possui uma empresa ou startup e está procurando um growth hacker, deve ficar atento a algumas características importantes.

O perfil comportamental do Growth Hacker é:

  • Dinâmico;
  • Tático e Operacional;
  • Resiliente;
  • Lógico;
  • Empreendedor.

As habilidades técnicas de um growth hacker são de:

  • Marketing (principalmente Digital);
  • Programação (ser capaz de programar e revisar códigos);
  • Vendas (compreender a criação de máquinas de vendas internas (Inside Sales).

Contudo, você pode não encontrar esse perfil ideal pronto para o seu negócio.

Logo, isso exige um determinado grau de flexibilidade quanto uma ou outra habilidade.

Por que contratar um profissional de Growth Hacking?

Algumas pessoas dizem que o Growth Hacker não passa de uma manobra para contratar um profissional 3 em 1, pagando menos.

Mas, isso é um equívoco.

O Growth Hacker não deve ser contratado para substituir o trabalho de marketing, vendas ou tecnologia.

Ele é um profissional complementar a essas áreas.

Portanto, deve ser contratado idealmente quando essas primeiras já estiverem bem estabelecidas.

Assim, o Growth Hacker poder trazer o melhor resultado para o negócio.

Ele poderá planejar e executar as iniciativas e projetos que os times isolados não conseguiriam.

Por exemplo, poderá testar hipóteses de landing pages e copywriting diferentes, desenvolvendo tanto a página quanto o texto dela.

Ele pode testar também um novo modelo de negócios diferente ao que a empresa atua, a fim de obter conhecimentos para que a direção da companhia decida baseada em dados.

Então, o Growth Hacker é um profissional ideal nos momentos de expansão.

Agora que você sabe o que é e como fazer growth hacking, responda a essas perguntas com o que aprendeu aqui:

Se você está pensando em contratar um growth hacker:

  • Minha empresa tem um modelo de negócios exponencial?
  • Esse é o melhor momento para contratar um growth hacker?

Ou, se você está buscando se posicionar como growth hacker no mercado:

  • Que habilidades eu já possuo para ser um growth hacker?
  • Em que habilidades técnicas ou comportamentais eu preciso me desenvolver?

E, não esqueça de assinar a nossa newsletter especial com os truques de Growth Hacking que as maiores startups do mundo usaram.

Alguns conteúdos que você também pode gostar:

Ivan Cordeiro Junior
Ivan Cordeiro Junior
CEO e Fundador da Marfin. Engenheiro de Software e Especialista em Marketing Digital com mais de 10 anos de experiência de mercado e dezenas de formações internacionais, incluindo Google e Meta (Facebook).

Compartilhe:

Você também pode gostar: