Como Produzir Conteúdo Útil para o Google

Para produzir conteúdo útil, segundo o Google, você deve focar em produzir conteúdo que é voltado para humanos e não para os mecanismos de busca.

O que isso quer dizer?

Quer dizer que você não deve se concentrar nos critérios que o Google usa para classificar páginas ao escrever seu conteúdo.

Ao invés disso, você deve pensar em como seu conteúdo pode ajudar verdadeiramente quem pesquisa.

Vamos aprofundar um pouco mais.

O que é conteúdo útil para o Google?

O Google considera conteúdo útil aquele que ajuda quem pesquisa sem que ele precise pesquisar muito mais.

Ou seja, aquele conteúdo que responde às buscas dos usuários de forma direta.

Você certamente já se deparou com conteúdos que ficam “enchendo linguiça”.

Eles falam muito e dizem muito pouco.

No fim, você precisa continuar pesquisando para encontrar o que precisa.

Isso torna a experiência de busca frustrante e o Google está de olho nisso.

Logo, ao produzir conteúdo, vá direto ao ponto e evite criar apenas por quantidade.

Escreva para humanos

O Google lançou uma atualização em Agosto de 2022 nos algoritmos que classificam as páginas na SERP.

Nessa atualização, o Google vai passar a considerar alguns critérios diferentes do que vinha considerando.

O foco agora é entender se o conteúdo do seu site é útil para o usuário.

Como eu posso saber se estou produzindo conteúdo útil?

Respondendo algumas perguntas-chave.

Veja como o próprio Google colocou em seu blog para desenvolvedores:

  • Você tem um público existente ou pretendido para sua empresa, ou site que acharia o conteúdo útil se chegasse diretamente a você?
  • Seu conteúdo demonstra de forma clara experiência em primeira mão e um profundo conhecimento (por exemplo, experiência que vem de ter realmente usado um produto ou serviço, ou visitado um lugar)?
  • Seu site tem um propósito ou foco principal?
  • Depois de ler seu conteúdo, alguém sairá sentindo que aprendeu o suficiente sobre um tópico para ajudar a atingir seu objetivo?
  • Alguém lendo seu conteúdo vai deixar a sensação de ter tido uma experiência satisfatória?
  • Você está tendo em mente nossas orientações para atualizações principais e análises de produtos?

Por fim, foque em ajudar seu usuário naquilo que você sabe que pode ajudar.

Por exemplo, se você é um especialista em finanças, evite produzir conteúdo sobre saúde.

Evite escrever para SEO

Nos últimos anos, os profissionais de marketing de conteúdo vieram se especializando em como os algoritmos de busca funcionam.

A partir desse entendimento, eles produzem conteúdo que sabem que vão ganhar posições no ranking do Google.

Isso faz com que muitos blogs e sites sejam criados apenas com o propósito de ganhar visitantes, e não para ser útil.

Mas, isso mudou.

Agora, o Google identifica os conteúdos que são feitos apenas para atender os critérios de ranqueamento e não para ajudar o usuário.

Esse tipo de conteúdo será punido e terá um desempenho inferior nas buscas.

Portanto, foque em produzir conteúdo útil para quem busca.

Escreva conteúdo de qualidade

Com todas as mudanças nos critérios de classificação no Google, uma coisa não saiu de moda: o conteúdo de qualidade.

Como vimos, uma das perguntas-chave para produzir conteúdo útil para humanos é demonstrar profundo conhecimento sobre o que você está falando.

Somente um verdadeiro especialista consegue produzir conteúdo de qualidade sobre seu segmento de atuação.

Assim, o seu foco não deve ser tanto na quantidade, mas sim na qualidade da produção.

Vale mais a pena produzir menos, mas de forma que realmente resolva a busca de um visitante do seu site.

O Google também considera um conteúdo útil baseado em alguns fatores principais, além da qualidade:

  • Significado da consulta;
  • Relevância;
  • Usabilidade;
  • Contexto.

Considerando esses sinais, você poderá produzir conteúdo útil que terá um bom desempenho no ranqueamento.

Alguns conteúdos que você também pode gostar:

Ivan Cordeiro Junior
Ivan Cordeiro Junior
CEO e Fundador da Marfin. Engenheiro de Software e Especialista em Marketing Digital com mais de 10 anos de experiência de mercado e dezenas de formações internacionais, incluindo Google e Meta (Facebook).

Compartilhe:

Você também pode gostar: