Como Produzir Conteúdo de Qualidade para a Internet

Escrever conteúdo de qualidade é fundamental para ter relevância para os mecanismos de busca.

E, claro, precisa ajudar o usuário que está procurando resolver um problema.

Resumindo, um conteúdo de qualidade precisa:

  • Ser útil;
  • Ir direto ao ponto;
  • Resolver um problema;
  • Gerar valor.

Vamos explorar um pouco mais sobre como construir um conteúdo de qualidade.

O que é conteúdo de qualidade?

A perspectiva que vamos estabelecer para determinar o que é um conteúdo de qualidade é dos mecanismos de busca.

Afinal, os mecanismos de busca possuem critérios bem estabelecidos para definir o ranqueamento dos sites.

E esses critérios são determinados pela relevância e pela qualidade do conteúdo produzido.

Então, um conteúdo de qualidade é aquele que atende a maior parte dos critérios de ranqueamento.

Quais são esses critérios?

Veremos a seguir:

Conteúdo útil

O Google define ‘conteúdo útil‘ aquele que é escrito para humanos e não para os mecanismos de busca.

Ou seja, é o conteúdo no qual você consegue resolver uma dúvida de forma direta, sem “encher linguiça”.

Os profissionais de marketing de conteúdo foram adquirindo alguns vícios para produzir conteúdo nos últimos anos a fim de ranquear os seus sites.

Isso causou uma grande quantidade de conteúdo que era feito apenas para os mecanismos de busca, que não ajuda ninguém.

Essa prática funcionou por certo tempo. Mas, não funciona mais.

Agora, produzir um conteúdo de qualidade significa também ser útil para humanos.

Portanto, um conteúdo de qualidade é aquele feito para ajudar humanos que buscam informação.

Significado da consulta

Outro critério importante para se criar um conteúdo de qualidade é o significado da consulta.

Veja como o Google coloca:

“Para exibir resultados relevantes, precisamos entender o que você está procurando, ou seja, o objetivo da consulta. Para isso, criamos modelos de linguagem para tentar decifrar como as poucas palavras digitadas na caixa de pesquisa podem corresponder ao conteúdo mais útil disponível.”

Logo, além de escrever conteúdo útil, você precisa compreender a intenção da busca e corresponder a ela.

Você pode fazer isso fazendo um planejamento de conteúdo baseado em sua Persona.

Através desse planejamento, você poderá decifrar as intenções de busca e produzir conteúdo pensando nessas intenções.

Relevância do conteúdo

O Google também considera o quanto aquele conteúdo é relevante para o usuário para definir a qualidade dele:

“O sinal mais básico de que as informações são relevantes é quando o conteúdo tem as mesmas palavras-chave da consulta. Por exemplo, no caso de páginas da Web, se as palavras-chave aparecem na página ou se aparecem no cabeçalho ou corpo de texto, as informações podem ser mais relevantes.”

Nesse trecho, podemos perceber as premissas básicas de SEO ao se produzir um conteúdo.

Para que ele seja considerado de qualidade, você precisa ter a palavra-chave no título, na meta-descrição e no corpo do texto.

Se você utiliza um blog em WordPress, pode usar plugins como Yoast SEO e Rankmath para ajudar com isso.

Alguns detalhes podem fazer a diferença como usar a palavra-chave foco no texto alternativo das imagens e nos subtítulos.

Os mesmos plugins mencionados podem auxiliar a indicar essas melhorias.

Qualidade do conteúdo

O Google classifica os sites com um critério que determina a qualidade em si.

Veja como eles consideram:

“Por exemplo, um dos vários fatores que usamos para ajudar a determinar isso é verificar se outros sites importantes têm links ou referências ao conteúdo. Isso já provou várias vezes ser um bom sinal de que as informações são confiáveis. Usamos feedbacks agregados do nosso processo de avaliação de qualidade da Pesquisa para refinar ainda mais como nossos sistemas classificam a qualidade das informações.”

O que o Google está dizendo aqui é que conteúdos que são muito referenciados, são bons.

Ou seja, aqueles conteúdos que outros sites de autoridade usam e apontam para eles são conteúdo de qualidade.

Logo, trabalhe os seus backlinks para aumentar seu índice de qualidade diante dos mecanismos de busca.

Usabilidade das páginas da Web

Outro fator importante para definir um conteúdo de qualidade é a experiência do visitante na página.

“Por exemplo, nossos sistemas podem avaliar os aspectos de experiência na página, como a exibição do conteúdo em dispositivos móveis. Da mesma forma, avaliam se o conteúdo é carregado com rapidez, o que também é importante para usuários desse tipo de dispositivo.”

Ou seja, além de produzir um conteúdo relevante e que seja bastante referenciado por outros sites, você precisa fazer seu site:

  • Carregar rápido;
  • Ser amigável em telefones celulares;
  • Seguir as boas práticas de design de sites.

Um site muito lento, com botões e fontes difíceis de ler serão considerados com menor qualidade.

Contexto e configurações

O Google também avalia o contexto da busca e algumas configurações dos computadores dos usuários para apresentar um conteúdo de qualidade:

“Usamos seu país e a localização para exibir conteúdo relevante para sua área. Por exemplo, se você está em São Paulo e pesquisa “futebol”, o Google provavelmente mostrará resultados sobre o Corinthians ou o Palmeiras. Já se você pesquisar “futebol” em Chicago, o Google mostrará resultados sobre futebol americano. As configurações da Busca também são um indicador importante dos resultados que provavelmente serão úteis. Como o idioma preferido ou se o SafeSearch (uma ferramenta que ajuda a ocultar resultados explícitos) está ativado ou não.”

Por isso, você precisa estar atento a esses fatores ao produzir seu conteúdo.

Um de nossos clientes possuía exatamente esse desafio.

Ele estava produzindo um bom conteúdo e tendo resultados interessantes de acessos em seu site.

Porém, os produtos que ele vendia estavam disponíveis apenas em um estado do Brasil.

Pessoas do Brasil todo visitavam o site desse cliente. Mas, ele não podia vender a elas, o que frustrava a experiência de todas as partes.

Então, começamos a produzir conteúdo com palavras-chave locais, a fim de atrair o público local.

Essa observação de contexto ajudou tanto aos visitantes a resolverem seus problemas como o cliente a vender mais.

Como fazer um conteúdo de qualidade?

Agora que conhecemos todos os critérios que determinam um conteúdo de qualidade, vamos entender como fazer esse tipo de conteúdo.

De forma resumida, um conteúdo de qualidade é aquele que é agradável de ler e consumir.

Ele flui e satisfaz a sua busca.

Você não sai dele com dúvidas.

O conteúdo resolve aquilo que você estava em busca de resolver.

Ele é tão bom que as pessoas desejam compartilhar ele com outras.

Outros sites vão usar esse conteúdo como referência nos seus próprios conteúdos.

Então, ao produzir um conteúdo, pergunte-se:

  • Esse conteúdo é tão bom que as pessoas vão compartilhá-lo?
  • Ele resolve de forma definitiva o problema ou a busca?
  • O conteúdo é gostoso de ler/consumir?

Isso irá guiar a sua produção.

Tamanho do conteúdo

Perceba que nenhum dos critérios que mencionamos aqui para definir um conteúdo de qualidade envolve o tamanho dele.

O mais importante não é a quantidade de palavras ou de conteúdos.

Contudo, quando estamos falando de resolver uma busca de forma definitiva, é natural que o conteúdo seja um pouco mais extenso.

Porém, isso não é uma regra.

Se você consegue criar um conteúdo útil de forma simples e com poucas palavras, está ótimo.

Planejamento do conteúdo de qualidade

Como vimos, a tarefa de produzir um conteúdo de qualidade pode ser um pouco complexa dependendo do seu segmento de mercado.

Portanto, o planejamento dessa produção se torna essencial.

Conhecer a sua Persona e criar um Plano de Marketing de Conteúdo pensado para ela vai facilitar muito o trabalho de execução.

Em um Plano de Marketing de Conteúdo, você deve considerar fatores como:

  • Termos ou palavras-chave que a Persona busca;
  • Conteúdos de concorrentes (para que você faça melhor);
  • Volume das buscas pelos termos e palavras-chave;
  • Dificuldade para posicionar o seu site para aqueles termos;
  • Estrutura dos tópicos que vai abordar para não haver canibalização de palavras-chaves;
  • Cronograma de produção de conteúdo para manter a consistência.

Assim, você estará com tudo em mãos para criar um conteúdo de qualidade e se tornar uma autoridade no seu segmento.

Comece hoje a considerar esse plano e os critérios que vimos aqui na hora de produzir.

Alguns conteúdos que você também pode gostar:

Ivan Cordeiro Junior
Ivan Cordeiro Junior
CEO e Fundador da Marfin. Engenheiro de Software e Especialista em Marketing Digital com mais de 10 anos de experiência de mercado e dezenas de formações internacionais, incluindo Google e Meta (Facebook).

Compartilhe:

Você também pode gostar: